sábado, 20 de setembro de 2014

MALVAS DE CHEIRO

 
 
 
Pelargonium quercifolium
 
 
As malvas de cheiro têm origem na África do Sul. Produzem óleos com aromas muito diversificados alguns ainda de origem, outros são já são o resultado de diversos cruzamentos.
 Distinguem-se dois grupos de malvas-de-cheiro:
- O grupo com aroma a fruta, onde se destacam as plantas com aroma a limão, laranja, maçã, côco e pêssego.
- O grupo com aroma a especiarias, que inclui as malvas de noz-moscada, gengibre, canela e hortelã.
 
 
Podem usar-se na culinária, sobretudo na pastelaria, onde as folhas são usadas para aromatizar o açúcar, as flores na decoração de pratos e algumas espécies para preparar chás muito aromáticos. No entanto, o principal interesse no cultivo destas plantas, em particular a malva com cheiro a rosas, está na extração de óleos essenciais para uso na perfumaria e cosmética.
 
 
GRUPO COM CHEIRO A FRUTA
 
 
Malva-de-avelã
Pelargonium 'Concolor lace'

 

Malva-de-laranja

Pelargonium 'Prince of orange'


Malva-limão

Pelargonium radens

Malva-limão

Pelargonium crispum ' mini'



Malva-maçã
Pelargonium odoratissimum
 



GRUPO ESPECIARIAS

Malva noz-moscada

Pelargonium fragrans


Malva-gengibre


Pelargonium nervosum 'Torento'


Malva-menta

Pelargonium tomentosum



Malva-menta-chocolate

Pelargonium 'Chocolate peppermint'

 

Sem comentários :

Enviar um comentário